Faça o seu Login ou Registo aqui!

Após isso toda a publicidade será excluída automaticamente.
LINK US
Fórum grátis

VISITAS
Últimos assuntos
» Novos contos de fantasia _ A Junior
Sab Fev 25, 2012 8:10 am por afonsojrf

» [Afonso Jr. Ferreira de Lima] O Livro
Qua Fev 01, 2012 10:38 am por afonsojrf

» [Mercurius - Parte 2] Afonso Jr Ferreira de Lima
Qua Jan 04, 2012 4:03 pm por afonsojrf

» Hugo Rodrigues
Dom Set 04, 2011 11:49 pm por Hugo Rodrigues

» As Crónicas de Allaryia - Filipe Faria
Dom Set 04, 2011 11:34 pm por Hugo Rodrigues

» [Mercurius- Primeira Parte] Afonso Jr. Lima
Qua Jul 20, 2011 8:16 pm por C.Soares

» 4º Livro Ciclo Herança + Entrevistas Mensais de Christopher Paolini
Qua Jul 20, 2011 8:15 pm por C.Soares

» "Vampiros e outros assassinos" - Afonso Lima
Qui Jul 07, 2011 4:29 pm por afonsojrf

» SM ;)
Sab Jun 25, 2011 2:43 pm por C.Soares

Navegação
 Portal
 Forum
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Galeria



O mais importante num livro de fantasia

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Renato Lopes em Qua Jun 24, 2009 10:41 pm

Que acham que faz um bom livro de fantasia? Personagens, mundos, histórias, mitologia? As descrições do autor?

A mim o que me fascina mais nos livros de fantasia é sem dúvida os mundos. Os ecossistemas ricos em vida, todo o background de uma história. É simplesmente awesome. Ter uma história boa e interessante é importante, mas é na criação dos mundos que se mede o poderio imaginativo dos autores.

Até agora, para mim, na literatura fantástica, ninguém bate o J.R.R. Tolkien nesta área.
avatar
Renato Lopes
Administrador

Mensagens : 153
Pontos : 3651
Reputação : 2
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 29
Localização : Abrantes

Ver perfil do usuário http://notsoseriouswork.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por C.Soares em Qui Jun 25, 2009 7:15 am

Este é provavelmente um assunto que dá "pano para mangas".

Para mim sem dúvida que aquilo que mais me fascina são os mundos e a historia em si.

Quanto a J-R.R Tolkien, é verdade que os mundos que este senhor da literatura criou são sem dúvida únicos, no entanto julgo que em algumas partes das suas obras este tenha usado demasiada descrição fazendo com que se torne difícil ao leitor imaginar determinada cena com tamanho detalhe.

_________________
Fórum grátis
Fórum grátis
avatar
C.Soares
Administrador

Mensagens : 209
Pontos : 3757
Reputação : 11
Data de inscrição : 22/06/2009
Idade : 30
Localização : Abrantes

Ver perfil do usuário http://www.untouchables-esports.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Minna V.S. Delacroix em Qui Jun 25, 2009 10:11 pm

Sim, o mundo é aquela personagem que não podemos descurar de maneira alguma. Para mim, realmente, o Tolkien foi o mestre desse tipo de criações e até hoje muitas das minhas cidades de imaginário prendem-se à Cidade Branca...

Mas acho que muitas vezes na literatura fantástica, uma das coisas mais importantes, ainda é o cuidado a ter em relação a fantasia a mais. Eu acho que, se fugir em demasia da realidade, a pessoa acaba por se sentir a flutuar no vazio.
avatar
Minna V.S. Delacroix

Mensagens : 44
Pontos : 3518
Reputação : 1
Data de inscrição : 24/06/2009
Idade : 29
Localização : Caldas da Rainha

Ver perfil do usuário http://minnavsd.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por C.Soares em Sex Jun 26, 2009 7:38 am

Minna V.S. Delacroix escreveu:
Mas acho que muitas vezes na literatura fantástica, uma das coisas mais importantes, ainda é o cuidado a ter em relação a fantasia a mais. Eu acho que, se fugir em demasia da realidade, a pessoa acaba por se sentir a flutuar no vazio.

Hummm, será isto totalmente verdadeiro?
Nota que Tolkien ao criar o seu mundo inventou raças e espécies, colocou na historia homens com poderes inimagináveis, criou montanhas que tocavam os céus, entre outras coisas. Este tipo de criações apenas nos levaram a ver coisas que julgava-mos impossíveis.
Ou então poderemos também falar sobre Harry Potter, onde J.K. Rowling criou um mundo completo à parte do nosso, onde a feitiçaria, magia e criaturas mágicas existem.

Julgo que se o Autor de um livro tiver uma imaginação poderosa e descrever tudo o que imagina para o papel com palavras adequadas, consegue levar-nos a todos até ao seu Mundo!

*Apenas a minha opinião.

Cumps!

_________________
Fórum grátis
Fórum grátis
avatar
C.Soares
Administrador

Mensagens : 209
Pontos : 3757
Reputação : 11
Data de inscrição : 22/06/2009
Idade : 30
Localização : Abrantes

Ver perfil do usuário http://www.untouchables-esports.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sim... Mas! xD

Mensagem por Minna V.S. Delacroix em Sex Jun 26, 2009 12:02 pm

C.Soares escreveu:
Nota que Tolkien ao criar o seu mundo inventou raças e espécies, colocou na historia homens com poderes inimagináveis, criou montanhas que tocavam os seus, entre outras coisas. Este tipo de criações apenas nos levaram a ver coisas que julgava-mos impossíveis.
Ou então poderemos também falar sobre Harry Potter, onde J.K. Rowling criou um mundo completo à parte do nosso, onde a feitiçaria, magia e criaturas mágicas existem.


Sim, mas do que eu estou a falar é que, apesar de o Tolkien ter criado uma raça de homens imaginários, não nos podemos esquecer que muitos dos cenários que ele criou são baseados em cenários medievais. Ele era professor de história medieval, não podemos esquecer. Creio que este aspecto deixa-nos mergulhar neste mundo de fantasia, mas ao mesmo tempo sentir que lemos uma história próxima de nós.
Quanto ao Harry Potter, apesar de ser um mundo aparte, há muitas coisas em comum com o mundo real. Colégios internos são comuns em Inglaterra, tal como toda a estrutura descrita. É disso que eu estou a falar.

Anywayz, também só a minha opinião.


That's all folks =P
avatar
Minna V.S. Delacroix

Mensagens : 44
Pontos : 3518
Reputação : 1
Data de inscrição : 24/06/2009
Idade : 29
Localização : Caldas da Rainha

Ver perfil do usuário http://minnavsd.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por worion em Sex Jun 26, 2009 2:11 pm

Cada escritor tem o seu mundo, em cada um deles temos que entrar se quizermos estar "presente" na historia, ha uns que mal damos por ela ja temos as "imagens" a passar na nossa mente especie o filme das fotos quando tiramos o rolo para ir revelar lol, no caso da jk rowling e dos mais faceis para mim dado que tem essas "tais" parecenças com a realidade, rapaziada na escola, testes, aulas, professores, por ai fora, enquanto no tolkien é de natureza medieval, basta nos começar a imaginar castelos, torreoes, armaduras e espadas e pronto ja la tamos dentro Razz hehe

_________________
avatar
worion
Administrador

Mensagens : 28
Pontos : 3525
Reputação : 6
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28
Localização : andreus

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Renato Lopes em Sex Jun 26, 2009 8:18 pm

O que a Minna está a tentar dizer, penso eu, é que toda a fantasia tem a sua base real por trás e que sem essa base real comum a todos nós, iríamos ficar a vagar no vazio porque não iríamos perceber nada nem da história, nem do mundo em questão.

Não conseguimos imaginar o que não existe; os escritores de fantasia limitam-se a transformar e moldar a Realidade à sua imagem.

Se for isto, concordo.
avatar
Renato Lopes
Administrador

Mensagens : 153
Pontos : 3651
Reputação : 2
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 29
Localização : Abrantes

Ver perfil do usuário http://notsoseriouswork.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Minna V.S. Delacroix em Sex Jun 26, 2009 9:13 pm

Renato Lopes escreveu:O que a Minna está a tentar dizer, penso eu, é que toda a fantasia tem a sua base real por trás e que sem essa base real comum a todos nós, iríamos ficar a vagar no vazio porque não iríamos perceber nada nem da história, nem do mundo em questão.


Yup. É mais ou menos isso que estou a querer dizer. Se formos a ver os Wargs são lobos , os orcs são humanóides deformados, e um basilisco uma serpente gigante que mata as pessoas com o olhar (de uma maneira muito simplificada, quero dizer). Ou seja, temos sempre as comparações ao mundo real =)
avatar
Minna V.S. Delacroix

Mensagens : 44
Pontos : 3518
Reputação : 1
Data de inscrição : 24/06/2009
Idade : 29
Localização : Caldas da Rainha

Ver perfil do usuário http://minnavsd.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Renato Lopes em Sex Jun 26, 2009 10:03 pm

Sim, e depois mesmo por causa dessa base real, o leitor é muitas vezes levado a fazer comparações com a sua realidade e a estabelecer relações entre o livro e a mesma, dando origem a interpretações semióticas.

Segundo este raciocínio, transformando a realidade em fantasia o livro tem muito mais valor do que criando algo "abstracto" (à falta de melhor palavra).

Claro que isto muitas vezes é apenas válido quando falamos de mundos, e não personagens e outros "pormenores".
avatar
Renato Lopes
Administrador

Mensagens : 153
Pontos : 3651
Reputação : 2
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 29
Localização : Abrantes

Ver perfil do usuário http://notsoseriouswork.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Pereira em Sab Jul 04, 2009 2:12 pm

Penso que para que se faça um bom livro de fantasia é necessario de tudo:

O mundo é o principal. É a base de tudo. É nesse mundo que a historia se desenvolve e é nesse mundo que as personagens vao andar a passear portanto convém ao escritor que o mundo seja algo que cative e "eleve" a imaginação do leitor porque se o mundo criado for uma porcaria pior que o nosso dificilmente o leitor vai chegar ao fim do livro porque não se vai conseguir "conectar"...



Depois vem a historia e a mitologia/lendas: foi Tolkien que disse, a respeito das linguas que criou (Sindarin por exemplo), que uma lingua so pode evoluir e manter-se viva se tiver historia e lendas que a apoiem e a mantenham rica.
Pois eu penso que o mesmo se passa quanto a um livro de fantasia. Ao criarmos um mundo e as varias (ou apenas uma) "raças" temos de tentar construir um minimo de historia antecedente pois assim o mundo seria muito vazio e com pouco sentido (Tolkien foi um mestre neste aspecto)

Agora as personagens. São elas que vivem os momentos relatados pelo escritor e são elas que nós leitores vamos acompanhar ao longo da leitura portanto têm de ser consistentes. Têm de ter "alma" e com isto quero dizer que têm de ter personalizade, qualidades e defeitos. O escritor deve procurar fazer-nos acreditar que as personagens que criou são reais e autonomas e não simples bonecos por ele comandados.


Quanto às descrições que o Renato Lopes referiu, penso que são importantes mas que se o escritor não tiver cuidado podem estragar o livro por completo. Descrições exageradas e desnecessárias vão fazer com que o leitor se aborreça e desista de ler o livro ou então simplesmente passe à frente o que não é bonito.
avatar
Pereira

Mensagens : 187
Pontos : 3662
Reputação : 2
Data de inscrição : 04/07/2009
Idade : 26
Localização : Bragança

Ver perfil do usuário http://hi5.com/friend/profile/displaySameProfile.do?userid=33965

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Pereira em Sab Jul 04, 2009 2:18 pm

Minna V.S. Delacroix escreveu:
Renato Lopes escreveu:O que a Minna está a tentar dizer, penso eu, é que toda a fantasia tem a sua base real por trás e que sem essa base real comum a todos nós, iríamos ficar a vagar no vazio porque não iríamos perceber nada nem da história, nem do mundo em questão.


Yup. É mais ou menos isso que estou a querer dizer. Se formos a ver os Wargs são lobos , os orcs são humanóides deformados, e um basilisco uma serpente gigante que mata as pessoas com o olhar (de uma maneira muito simplificada, quero dizer). Ou seja, temos sempre as comparações ao mundo real =)

acho que é praticamente impossivel criarmos algo na fantasia que não seja baseado no real. Nós vivemos neste mundo e portanto somos por ele influenciados quer queiramos quer não. Não nos podemos fechar num cubiculo e escrever algo que seja absolutamente novo e sem base no real que apoie o que escrevemos porque simplesmente somos afectados pelo mundo real e dou um rebuçado a quem consiga provar o contrário xD


sorry the double post
avatar
Pereira

Mensagens : 187
Pontos : 3662
Reputação : 2
Data de inscrição : 04/07/2009
Idade : 26
Localização : Bragança

Ver perfil do usuário http://hi5.com/friend/profile/displaySameProfile.do?userid=33965

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Renato Lopes em Sab Jul 04, 2009 5:33 pm

Sim, acho que concordo num ponto teu: é muito mais interessante que haja backstory antes da história narrada no livro porque cria personagens mais vivas e cria a ideia que já se passou muita coisa antes; ou seja, da a ideia do Passado e do Futuro enquanto o leitor vai percorrendo o Presente. Isto torna uma obra muito mais sólida e completa.

E honestamente fez-me repensar um pouco a estrutura que tinha para a minha história Razz
avatar
Renato Lopes
Administrador

Mensagens : 153
Pontos : 3651
Reputação : 2
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 29
Localização : Abrantes

Ver perfil do usuário http://notsoseriouswork.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Pereira em Sab Jul 04, 2009 5:39 pm

Renato Lopes escreveu:Sim, acho que concordo num ponto teu: é muito mais interessante que haja backstory antes da história narrada no livro porque cria personagens mais vivas e cria a ideia que já se passou muita coisa antes; ou seja, da a ideia do Passado e do Futuro enquanto o leitor vai percorrendo o Presente. Isto torna uma obra muito mais sólida e completa.

E honestamente fez-me repensar um pouco a estrutura que tinha para a minha história Razz

Concordo cheers
avatar
Pereira

Mensagens : 187
Pontos : 3662
Reputação : 2
Data de inscrição : 04/07/2009
Idade : 26
Localização : Bragança

Ver perfil do usuário http://hi5.com/friend/profile/displaySameProfile.do?userid=33965

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por RodrigoMcSilva em Sab Jul 04, 2009 8:20 pm

Olá a todos

Concordo com tudo o que escreveram sobre a importância de se criar um mundo coerente e personagens verossímeis.
No fundo, o "eu" enquanto mundo, é maior do que todos os mundos.
Ou seja, os lugares que visualizamos quando lemos uma história e os personagens que "vemos" nelas, surgem de dentro de nós sem que o saibamos.
É essa a beleza da leitura em relação ao cinema: a viagem "dentro de nós" mesmos, a aventura de "irmos" com as personagens até onde elas vão.

Nisso, Tolkien foi o maior dos mestres.
avatar
RodrigoMcSilva

Mensagens : 26
Pontos : 3485
Reputação : 1
Data de inscrição : 04/07/2009
Idade : 55
Localização : Figueiró dos Vinhos

Ver perfil do usuário http://www.odelberon.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por C.Soares em Dom Jul 05, 2009 9:18 pm

RodrigoMcSilva escreveu:Olá a todos

Concordo com tudo o que escreveram sobre a importância de se criar um mundo coerente e personagens verossímeis.
No fundo, o "eu" enquanto mundo, é maior do que todos os mundos.
Ou seja, os lugares que visualizamos quando lemos uma história e os personagens que "vemos" nelas, surgem de dentro de nós sem que o saibamos.
É essa a beleza da leitura em relação ao cinema: a viagem "dentro de nós" mesmos, a aventura de "irmos" com as personagens até onde elas vão.

Nisso, Tolkien foi o maior dos mestres.


Exactamente, muitas das vezes chegamos mesmo ao ponto de nos vermos como participantes activos na história que se desenrola tornando-nos uma das personagens.

_________________
Fórum grátis
Fórum grátis
avatar
C.Soares
Administrador

Mensagens : 209
Pontos : 3757
Reputação : 11
Data de inscrição : 22/06/2009
Idade : 30
Localização : Abrantes

Ver perfil do usuário http://www.untouchables-esports.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por pco69 em Qui Jul 30, 2009 7:20 pm

Renato Lopes escreveu:
(...)
Não conseguimos imaginar o que não existe
(...)
.
Creio que estás muito enganado.
Basta ler fantasia para estares a imaginar o que não existes.
É uma questão de o escritos te fazer 'entrar' no seu mundo.

Em relação ao que é mais importante num livro de fantasia, é o mesmo que é mais importante num livo que não seja de fantasia.

Boas personagens, com as quais nos possamos identificar.

pco69

Mensagens : 28
Pontos : 3495
Reputação : 0
Data de inscrição : 30/06/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Pereira em Sex Jul 31, 2009 1:17 am

pco69 escreveu:
Renato Lopes escreveu:
(...)
Não conseguimos imaginar o que não existe
(...)
.
Creio que estás muito enganado.
Basta ler fantasia para estares a imaginar o que não existes.
É uma questão de o escritos te fazer 'entrar' no seu mundo.

Em relação ao que é mais importante num livro de fantasia, é o mesmo que é mais importante num livo que não seja de fantasia.

Boas personagens, com as quais nos possamos identificar.

nao concordo...penso que num livro de fantasia, o que é criado, embora não exista, é baseado em algo que existe, logo o criado existe. Encontra-se é numa forma diferente por assim dizer.
avatar
Pereira

Mensagens : 187
Pontos : 3662
Reputação : 2
Data de inscrição : 04/07/2009
Idade : 26
Localização : Bragança

Ver perfil do usuário http://hi5.com/friend/profile/displaySameProfile.do?userid=33965

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Renato Lopes em Sex Jul 31, 2009 3:14 pm

pco69 escreveu:
Renato Lopes escreveu:
(...)
Não conseguimos imaginar o que não existe
(...)
.
Creio que estás muito enganado.
Basta ler fantasia para estares a imaginar o que não existes.
É um pouco como o Pereira disse.

As minhas palavras eram dirigidas para o extremo, para o abstracto. Tens um mundo fictício, mas se reparares bem, tem sempre semelhanças com o mundo real. Sejam, as leis da física, ligações semióticas, etc. Não é completamente original, na medida em que não é nada que não exista já. Um bom exemplo que podes tomar é o facto de os livros de fantasia, por exemplo, recorrerem aos seres da praxe: orcs, goblins, vampiros, etc. São diferentes de livro para livro e até diferentes de autor para autor, mas estão lá, e apesar de não serem reais, não são também originais não só por causa da presença constante nos livros de fantasia, como também por serem inspirados eles mesmos em seres reais.

Podes criar um mundo novo, diferente, mas à certas coisas das quais não podes fugir. Haverão sempre bosques, planícies desertas, pântanos, montanhas, e neve. Haverá sempre chuva, e neblina... Percebes? Não consegues criar um ambiente completamente novo, tal como um clima. Essas coisas vão sempre ser baseadas no mundo real, porque te inspiras no que conheces, e é assim que conheces o mundo.
avatar
Renato Lopes
Administrador

Mensagens : 153
Pontos : 3651
Reputação : 2
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 29
Localização : Abrantes

Ver perfil do usuário http://notsoseriouswork.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Pereira em Sex Jul 31, 2009 5:49 pm

Renato Lopes escreveu:
pco69 escreveu:
Renato Lopes escreveu:
(...)
Não conseguimos imaginar o que não existe
(...)
.
Creio que estás muito enganado.
Basta ler fantasia para estares a imaginar o que não existes.
É um pouco como o Pereira disse.

As minhas palavras eram dirigidas para o extremo, para o abstracto. Tens um mundo fictício, mas se reparares bem, tem sempre semelhanças com o mundo real. Sejam, as leis da física, ligações semióticas, etc. Não é completamente original, na medida em que não é nada que não exista já. Um bom exemplo que podes tomar é o facto de os livros de fantasia, por exemplo, recorrerem aos seres da praxe: orcs, goblins, vampiros, etc. São diferentes de livro para livro e até diferentes de autor para autor, mas estão lá, e apesar de não serem reais, não são também originais não só por causa da presença constante nos livros de fantasia, como também por serem inspirados eles mesmos em seres reais.

Podes criar um mundo novo, diferente, mas à certas coisas das quais não podes fugir. Haverão sempre bosques, planícies desertas, pântanos, montanhas, e neve. Haverá sempre chuva, e neblina... Percebes? Não consegues criar um ambiente completamente novo, tal como um clima. Essas coisas vão sempre ser baseadas no mundo real, porque te inspiras no que conheces, e é assim que conheces o mundo.


exactamente isto afro
avatar
Pereira

Mensagens : 187
Pontos : 3662
Reputação : 2
Data de inscrição : 04/07/2009
Idade : 26
Localização : Bragança

Ver perfil do usuário http://hi5.com/friend/profile/displaySameProfile.do?userid=33965

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por pco69 em Sex Jul 31, 2009 8:28 pm

Vou dizer algo que é capaz de irritar alguém.
Falta-vos ler muito......

Nem toda a fantasia tem Orcs e seus derivados.
Um dos problemas de quem disse isso (creio eu) é que basicamente leu Tolkien, Eragon e Filipe Faria (e talvez a roda do Tempo).

O Tolkien criou e os outros limitaram-se a copiar e fazer 'more of the same'...

Leiam por exemplo a saga EarthSea da Ursula K LeGuin (editada em português na Argonauta e mais recentemente pela presença na Estrela do Mar), ou então His Dark Materials (trilogia dos mundos paralelos) do Phillip Pulman (também editados pela Presença).
Ou mesmo a The Abhorsen Trilogy de Garth Nix (tambem da Presença).

E só para acabar, o Harry Potter também não tem Orcs...
----

E em relação a mundos novos, sem planicies e arvores e outras coisas conhecidas, têm que ler muita Ficção Cientifica e vão descobrir mundos inventados que nao têm nada disso.....

pco69

Mensagens : 28
Pontos : 3495
Reputação : 0
Data de inscrição : 30/06/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Minna V.S. Delacroix em Sex Jul 31, 2009 9:17 pm

pco69 escreveu:
Leiam por exemplo a saga EarthSea da Ursula K LeGuin (editada em português na Argonauta e mais recentemente pela presença na Estrela do Mar), ou então His Dark Materials (trilogia dos mundos paralelos) do Phillip Pulman (também editados pela Presença).
Ou mesmo a The Abhorsen Trilogy de Garth Nix (tambem da Presença).

Sim, realmente são sagas completamente indispensáveis. Há uns dias acabei de reler pela quinquagéssima vez a saga do Abhorsen e até ando à procura do livro de contos que se segue.
Porém estes três escritores são um bocado esquecidos por várias coisas. Primeiro porque a Ursula K. LeGuin escreveu principalmente ficção ciêntifica (Floresta é o Nome do Mundo é o meu preferido dela, nessa área) e nota-se um pouco na saga EarthSea as influências. Pelo menos eu noto, e acho que muita gente que lê fantasia estranha um pouco esse tipo de escrita.
O His Dark Materials teve aquela fenomenal estragação no cinema, mas talvez comece a ser mais divulgado. Não sei, muita gente acaba por ver livros devido ao filmes...
Quanto à saga de Garth Nix há um enorme problema. Enquanto a Presença publicou "Sabriel", "Lirael" e "Abhorsen", descurou completamente os outros livros do autor. Se bem me lembro ele já tem quase duas dezenas de livros publicados, e em Portugal temos apenas uma miséria de três. O livro de contos que ando à procura vai ter de ser encomendado do estrangeiro.

Porém, todos eles se prendem há realidade, com planícies e climas, criaturas já criadas etc... Vamos lá ver:
Da saga EarthSea não posso dizer muito, porque tenho de dizer que não me recordo, já li há muitos anos e ainda não reli. Mas de qualquer maneira tem ligações semióticas ao nosso mundo real e ligações de todo o tipo de realidade.
No His Dark Materials, apesar de novos mundos serem criados, os génios derivam de Platão, da Grécia Antiga, a ideia de que a nossa alma está ao nosso lado, nos protegendo e avisando das coisas. Mesmo as criaturas que a Mary Malone encontra são parecidas com elefantes e não nos podemos esquecer que o livro começa numa Londres paralela, uma referência palpável.
Já no Abhorsen, necromantes e zombies existem nas mais variadas culturas. Sacerdotisas que Vêem o futuro também não estão excluidas.

Sim, todas estas sagas são emblemáticas, mas não as podes considerar como desligadas da realidade, sem uma ligação com o nosso mundo real. Como muita gente já me disse, volto eu a dizer: "Hoje em dia já não se escreve nada de novo, tudo já foi escrito, já foi inventado. O que hoje se faz, é saber, de uma maneira nova, em cenários diferentes, contar a mesma história." Depois de muito escrever, tenho que admitir que concordo completamente com esta frase.

Isto é a minha opinião.


Última edição por Minna V.S. Delacroix em Sex Jul 31, 2009 9:30 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Minna V.S. Delacroix

Mensagens : 44
Pontos : 3518
Reputação : 1
Data de inscrição : 24/06/2009
Idade : 29
Localização : Caldas da Rainha

Ver perfil do usuário http://minnavsd.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Renato Lopes em Sex Jul 31, 2009 9:24 pm

@ pco69:

Estás a escapar ao essencial do que eu queria dizer...

Harry Potter pode não ter Orcs, mas tem o mundo dos Muggles (mundo real).

E os mundos criados na ficção científica obedecem a regras que são, que se assemelham ou que são inspiradas nas leis físicas do mundo/universo real. Os próprios aliens de alguns filmes tiveram que se basear em estereótipos ou agregados de características de outros animais já existentes na Terra.

Pensa bem, por exemplo, em como será um alien multicelular, e se é que ele existirá. Não consegues imaginar algo que não seja composto por partes ou que se assemelhe a criaturas já existentes ou ainda que não esteja relacionado com os estereótipos do homem verde/cinzento com antenas, pois não? Não, porque as pessoas para imaginarem têm que ter uma ideia de como são as coisas, e uma coisa completamente desconhecida não pode ter uma imagem na mente das pessoas. Será o mesmo que atribuíres uma imagem ao Diabo ou a Deus (se é que eles existem). Só tens o que te é dado nos filmes, nas estátuas, nas pinturas, e isso partirá sempre de alguma coisa no mundo real.
avatar
Renato Lopes
Administrador

Mensagens : 153
Pontos : 3651
Reputação : 2
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 29
Localização : Abrantes

Ver perfil do usuário http://notsoseriouswork.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por RodrigoMcSilva em Sex Jul 31, 2009 9:43 pm

Quer-me parecer que a melhor forma de escrever um livro de literatura fantástica seria nunca ter lido nenhum livro do género.
Mas isso, como é de todo impossível, quanto mais não seja pelos inúmeros filmes que se vêem, com imagens que ficam no nosso cérebro como fotografias. Ninguém consegue, naturalmente, escapar a influências literárias, cinematográficas, pinturas de fantasia, etc.
Então, como sair deste "colete de forças" de influências e não escrever "cópias" de algo que já foi escrito?
Talvez a melhor forma seja seguir o exemplo da música. No fundo, só tem 7 notas e no entanto possibilita possibilidades quase ilimitadas.
Nisso, a Literatura até tem mais sorte, pois pode usar 26 letras e muitos milhares de palavras.
Então, porque há esta coisa do "more the same"? Porque há tantos autores que são meras cópias de outros?
A razão é simples: porque há histórias e autores que nos fascinam mais do que outros.
Na música, ninguém questiona porque é que um tema de Blues tem as mesmas raízes do Blues. Ou porque é um tema de Jazz se parece com a regra geral do Jazz.
Então, se transpusermos isso para a escrita, veremos que mais importante que ser-se original, é escrever uma boa história. Tenha orcs ou não. Aliens ou não.
Escrever algo original, por si só, nunca bastará. Porque o fundamental é escrever bem. Isso sim, é que faz a diferença.
avatar
RodrigoMcSilva

Mensagens : 26
Pontos : 3485
Reputação : 1
Data de inscrição : 04/07/2009
Idade : 55
Localização : Figueiró dos Vinhos

Ver perfil do usuário http://www.odelberon.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Pereira em Sex Jul 31, 2009 10:00 pm

é impossivel não nos basearmos em algo quando criamos..No nosso cérebro temos à partida, cores, texturas, formas, etc..

mesmo quando criamos algo que os outros podem dizer ser completamente novo e que tal não existe não é bem verdade porque acabamos por criar essas coisas atraves das tais cores e formas e texturas. Existe sempre algo que serve como base e que dá forma ao que criamos.
por exemplo, pegando no que o pco69 disse acerca das paisagens, estas podem ser criadas de muitas formas.. Podemos pegar numa paisagem real e ir moldando, alterando, até que esta se torne em algo diferente.
para que pudessemos criar algo que fosse completamente novo, teriamos de nos desligar do nosso cerebro antes de escrever. (nao sei se me fiz entender Razz)
eu pelo menos penso desta maneira
avatar
Pereira

Mensagens : 187
Pontos : 3662
Reputação : 2
Data de inscrição : 04/07/2009
Idade : 26
Localização : Bragança

Ver perfil do usuário http://hi5.com/friend/profile/displaySameProfile.do?userid=33965

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Renato Lopes em Sex Jul 31, 2009 10:33 pm

Exactamente.

O ser humano não inventa nada de novo; simplesmente não está na sua natureza/capacidade. Tem sim a tendência de querer moldar tudo à sua imagem e semelhança, ou melhorar o que já existe.

Melhor que novo, tem que ser bom.
avatar
Renato Lopes
Administrador

Mensagens : 153
Pontos : 3651
Reputação : 2
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 29
Localização : Abrantes

Ver perfil do usuário http://notsoseriouswork.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O mais importante num livro de fantasia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum